Como já vem sendo amplamente divulgado, um novo Coronavírus chinês (COVID-19), infectou centenas de pessoas desde o início do surto em Wuhan, em dezembro do ano passado. Os sintomas se assemelham aos de uma gripe e incluem sobretudo, febre, dificuldades respiratórias e tosse e, ainda representam um risco de pandemia.

O sequenciamento completo do genoma viral do Novo Coronavírus estava sendo realizado em uma média de 15 dias, mas  a equipe da pesquisadora brasileira Ester Sabino, diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da USP e Jaqueline Goes de Jesus, pós graduanda na mesma instituição, lideraram um estudo auspicioso. Essas pesquisadoras conseguiram realizar o sequenciamento do COVID-19 num tempo recorde de 48 horas, em parceria com as equipes do Instituto Adolfo Lutz e pelas Universidades de São Paulo (USP) e Oxford- Reino Unido.

O treinamento da equipe foi iniciado quando os casos da doença começaram a surgir na Itália. Foi empregada a tecnologia de sequenciamento conhecida como MinION, que já é aplicado no monitoramento evolutivo do  Zika vírus aqui nas Américas. Vale ressaltar ainda, que a pesquisadora Jaqueline faz parte de um grande projeto que monitora e responde (em tempo real) sobre epidemias no Brasil 一 Brazil-UK Centre for Arbovirus Discovery, Diagnosis, Genomics and Epidemiology (CADDE).

O sequenciamento do genoma viral permite aos pesquisadores compreender melhor a  origem da epidemia do Coronavírus e o seu ciclo. Em epidemias anteriores 一 Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars) ou da Respiratória do Oriente Médio (Mers)一, o sequenciamento era realizado e os dados só estavam disponíveis apenas meses depois. Atualmente o sequenciamento está sendo realizado em tempo real, mesmo enquanto a epidemia acontece.

 

Essa técnica favorece a rapidez dos resultados e consequente barateamento, maior conhecimento das técnicas e melhor planejamento para a tomada de decisões (mais assertivas) diante do surto. 

 

Essa representa uma grande conquista para a ciência brasileira! As cientistas Ester e Jaqueline ganham ainda mais destaque no no cenário da ciência mundial, mesmo diante dos inúmeros desafios de um período turbulento para a pesquisa brasileira. Essas grandes mulheres, negras, cientistas representam a fonte de inspiração para meninas e mulheres  que almejam seguir carreira na ciência.

Para conhecer mais sobre outros grandes nomes de mulheres cientistas acesse: https://neurosciencegrrl.net/#/

REFERÊNCIAS

https://www.who.int/health-topics/coronavirus

 

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-51685638

 

JUNG, Sung-mok et al. Real-Time Estimation of the Risk of Death from Novel Coronavirus (COVID-19) Infection: Inference Using Exported Cases. Journal of Clinical Medicine, v. 9, n. 2, p. 523, 2020.

neurosciencegrrl brainsupport Brainsupport.co BrainLatam Neuroinsight logo iamChurch logo theneurosoft
-->